studiolivre.net

Notícias Esportes / Futebol

ZAGUEIRO DO SUB-20 DO ATLÉTICO - GO SOFRE MAL SÚBITO EM TREINO E SEGUE EM ESTADO GRAVE NA UTI

A família do zagueiro, que é de São Paulo, já está em Goiânia sob os cuidados do clube desde o dia do fato

ZAGUEIRO DO SUB-20 DO ATLÉTICO - GO SOFRE MAL SÚBITO EM TREINO E SEGUE EM ESTADO GRAVE NA UTI
Foto: Divulgação
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
O Atlético Goianiense (GO) atualizou, nesta quinta-feira, 14/10, através de suas redes sociais o estado de saúde do zagueiro Fellipe de Jesus, jogador do sub-20, que sofreu duas paradas cardíacas durante o treino realizado na terça-feira, 12/10.
 
Segundo a diretoria do Dragão, Felipe segue internado na UTI do Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira - HUGOL em estado grave. O jogador está intubado, sedado e com uso de medicamentos vasoativos.
 
Recém chegado no Dragão emprestado do Guarulhos (SP), Felipe de Jesus Moreira, 18 anos, passou mal durante o treino com os atletas profissionais que não atuariam na partida contra o Athlético (PR), na quarta, 13/10, que terminou com a vitória do Furacão por 2 x 0.
 
O jogador se sentiu mal, caiu no gramado do CT. O médico do Atlético (GO), Lucas Ricci estava presente no treino e rapidamente realizou o primeiro atendimento ainda nas dependências do rubro-negro.
 
Em seguida, foi encaminhado para uma unidade de pronto atendimento no setor Urias Magalhães, próximo ao CT do Dragão. O jogador chegou a sofrer outra parada cardíaca, mas foi reanimado pelos médicos.
 
Lucas Ricci e Avimar Teodoro, médicos do Atlético Goianiense
 
De acordo com os médicos do clube a rapidez no atendimento foi fundamental para salvar a vida do atleta naquele momento. “Eu estava presente. Na última etapa do treino, o jogador Fellipe caiu no gramado e começou a convulsionar. Identificamos que ele tinha entrado em parada cardiorrespiratória. Após a massagem cardíaca, o pulso voltou. Para ter um maior respaldo, já quis encaminhá-lo para um serviço de suporte melhor. Durante o trajeto, ele teve outra parada cardíaca e começamos a fazer massagens também. Chegando lá, a equipe também foi muito solícita e nos ajudou bastante. Fizemos quatro choques para ele poder voltar e, depois de 20 minutos, o pulso estabilizou. Foi um caso bem complicado. Estamos tentando de todos os jeitos salvar a vida do jogador", detalhou o médico.
 
A família do zagueiro, que é de São Paulo, já está em Goiânia sob os cuidados do clube desde o dia do fato. O Atlético-GO conta com todos os exames médicos feitos pelo jogador, que não apresentaram nenhuma anormalidade, segundo os médicos Avimar Teodoro e Lucas Ricci.
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!